quarta-feira, 24 de junho de 2009

Edukators


Revolução esta palavra significa o que para você? Temos que mudar isto, nossa sociedade hipócrita e desumana, só oferece benefícios a poucos. Vivemos em uma sociedade na qual, só enxergamos parte de um todo, ou seja, vemos o reflexo do sistema, e não o que levou a esta situação. Fome, desemprego, miséria, injustiça, entre outros são conseqüências da implantação deste sistema. Mas afinal de contas o que podemos fazer para mudar isto?
Bem vindo ao deserto real; esta frase resume o que é a nossa sociedade, na realidade, vivemos em uma ilusão, uma fantasia, uma matrix, não enxergamos a coisa em si da sociedade, pois não tomamos a consciência certa de como funciona esta sociedade desigual. Muitas revoluções foram feitas, principalmente por jovens que buscam um mundo melhor, mas estas rebeliões não concretizaram seus objetivos que são de igualdade e liberdade para todos. Muitos desistiram de lutar, pois julgam que não vale à pena lutar por algo que muitos tentaram e não conseguiram. Mas sabemos que os bons ideais sempre sobrevivem, ou seja, a idéia de mudança sempre existirá, pois não podemos nos conformar com esta situação.
O sistema capitalista possui um verdadeiro e grandioso mecanismo para controlar as pessoas, estas são tão manipuladas que não se conscientizam disto, estas manipulações vão desde as religiões até as forças armadas, a mídia é uma aliada fundamental, pois consegue controlar as massas que ficam horas em frente a um veículo de comunicação que só faz proporcionar a prisão pelo sistema, além de influenciar as pessoas para o excessivo consumo, aliás, este é o papel que a sociedade nos dá, o de consumidores assíduos, que se rendem à excessiva propaganda, vendendo suas almas por um produto, pois acham que os desejos têm que ser alimentados, mas estes não sabem que os desejos se alimentam por si só.
O capitalismo não é rejeitado porque não tem “pena” dos pobres, mas por sua natureza intrinsecamente coisificadora, por ser uma máquina de transformar até a rebelião contra ele mesmo em mercadoria (você pode escolher em vitrines os símbolos da rebeldia dos anos 70), pela idiotia dos milhões que passam suas horas livres em frente à TV, pela interdição da liberdade.
Os Educadores são os misteriosos invasores de mansões onde, claramente, moram ricos ostentadores. Seu método: eles não roubam nada; apenas mudam os móveis e os objetos de lugar, os reposicionam de modo peculiar e deixam um bilhete onde se lê: "Você tem muito dinheiro" ou "Seus dias de plenitude acabaram!". O objetivo não é roubar os ricos para dar aos pobres, mas fazer seus alvos questionarem seus próprios privilégios.
Num momento do filme, algumas questões interessantes são colocadas para o espectador: Será que não foi e não vai ser sempre assim? Será que todos têm os ideais juvenis de um mundo melhor e que, mais tarde, todos nós nos transformamos em grandessíssimos hipócritas? Existem ideais de verdade, ou tudo não passa de ingenuidade e mera explosão hormonal? Um idealista aos quarenta realmente não tem nada na cabeça?
Se Os Educadores possui algum papel é o de oferecer uma nova perspectiva para se repensar a apatia predominante neste mundo monotemático da última década. Não há respostas consistentes no filme. Somente mais perguntas: será que é esse o espaço existente para a revolta? Será que há algum resultado nessa expressão de simbolismos pós-modernos, essa mistura de retrocesso com contravenções leves e temporárias? Há alternativas? É factível querer mudar algo?
Só o fato de levantar perguntas, no entanto, já é extremamente positivo. Pois o idealismo e a vontade de mudar já são um grande passo. O filme, portanto, não pretende convocar a revolução, pois o mais importante é a questão de sermos críticos e questionarmos a sociedade.

3 comentários:

  1. Senti um pouco disso que você escreveu ao assistir o filme, realmente este traz vários questionamentos assim como uma clareza de como anda as juventude atual e suas posições. Muito bom!!!

    ResponderExcluir
  2. Vou assistir esse filme, sem falta! Sempre tive vontade de ver, depois dessa sua análise então, fquei com mais vontade ainda :D

    ResponderExcluir